Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quatro movimentos centrados em Lisboa e Porto

A existência de movimentos que representem e defendam os interesses dos trabalhadores precários é quase incipiente em Portugal. Há, no entanto, quatro que procuram desempenhar essa função. São movimentos ou associações que têm uma acção virada para a denúncia através de acções mediáticas.

Ferve - Fartos de Estes Recibos Verdes - Foi fundado no Porto, há quase dois anos, por André Soares e Cristina Andrade. Representam os trabalhadores a recibo verde. O Ferve fala de casos concretos e dá voz às pessoas no seu blogue. (http://fartosdestesrecibosverdes.blogspot.com).

Precários Inflexíveis - É responsável por algumas das acções mediáticas que têm mostrado este problema. Hoje, domingo, organizam a gala dos prémios precariedade do ano. (http://precariosinflexiveis.blogspot.com).

Intermitentes do Espectáculo - Movimento que reúne doze organizações (duas são sindicatos) de trabalhadores das artes e espectáculos. Lutam pela criação de um estatuto e de regras legais que protejam os trabalhadores do espectáculo.

ABIC - Associação dos Bolseiros de Investigação Científica - A ABIC nasceu em 2002. Representa os investigadores que trabalham como bolseiros. Esta semana realizaram um peditório de rua, para pedir esmola que substitua o subsídio de Natal que não recebem (http://www.abic-online.org/).

Fonte: in Jornal Público