Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
O melhor “ambiente” de trabalhoSeguindo a tendência geral, também nós decidimos alertar à sua consciência ambiental e reunir o guia essencial para o ajudar a transformar o seu local de trabalho num “amigo do ambiente”.

Para além das “7 Maravilhas”, que estão no topo das atenções mediáticas, o dia 7 de Julho foi também a data escolhida para a realização do Live Earth, um evento à escala mundial que reúne bandas e músicos internacionais com o objectivo de alertar para os problemas relacionados com o aquecimento global. Seguindo a tendência geral, também nós decidimos alertar à sua consciência ambiental e reunir o guia essencial para o ajudar a transformar o seu local de trabalho num “amigo do ambiente”.

  • Elabore um diagnóstico ambiental. Um levantamento dos factores ambientais associados à actividade da empresa, na perspectiva de se avaliar o nível de cumprimento da legislação ambiental é o primeiro passo para uma empresa mais ecológica. Desta forma, é possível prioritizar as necessidades de intervenção, identificando as oportunidades de minimização do impacto ambiental.
  • De pequenos gestos se fazem grandes mudanças. Comece a mudar o seu comportamento e, pouco a pouco, tente inspirar aqueles que o rodeiam. Acredite que a sua intervenção, ainda que pareça pequena dentro do vasto universo da sua empresa, poderá fazer toda a diferença no futuro.

  • Reduza o consumo de papel. A opção pelo papel reciclado tem algumas vantagens, mas não elimina por completo o problema do desperdício. É essencial aprender a poupar e reutilizar, e optar por outros meios (como, por exemplo, os electrónicos) sempre que possível.
  • Opte por produtos e materiais “amigos do ambiente”. Na altura de fazer as compras para a sua empresa, prefira materiais recicláveis e reutilizáveis ou com o “rótulo ecológico” europeu, que identifica os produtos com impacto ambiental reduzido. Para além dos já conhecidos materiais reciclados, existem uma série de produtos que podem ser reaproveitados e reutilizados no ambiente de trabalho.

  • Elimine o fumo dos locais de trabalho. É essencial que, através de acções comuns entre chefias e equipas, se promovam políticas práticas e eficazes, alertando à consciência colectiva sem prejudicar os interesses e sensibilidades de todas as partes envolvidas.
  • Promova a racionalização do consumo de água. Existem diversas medidas que podem ser implementadas neste sentido, desde a consciencialização individual à implementação de sistemas de recirculação (nomeadamente, para processos produtivos). A redução do consumo de água, em conjunto com os evidentes benefícios ambientais, corresponde a um excelente potencial de redução das despesas da empresa.
  • Aposte na poupança e boa gestão energética. Através do recurso a material electrónico de baixo consumo, pela implementação de mecanismos de aproveitamento de fontes de energia renováveis ou introduzindo novas tecnologias energéticas é possível reduzir significativamente os consumos de energia. A eficácia energética contribuirá positivamente para o ambiente da sua empresa e para uma redução de custos.
  • Garanta a qualidade do ar. Bons sistemas de ventilação e um controlo regular da sua manutenção são duas regras essenciais para melhorar a qualidade do ar, sobretudo em espaços de maior dimensão e com elevado número de funcionários.
  • Organize um clube “ecologista”. Junte alguns colegas de trabalho e desenvolva acções de sensibilização entre todos os departamentos da empresa: actividades em contacto com a natureza, acções de reciclagem, formação em áreas relacionadas com o meio-ambiente... são várias as possibilidades para uma intervenção activa e resultados positivos.
  • Aposte na separação do lixo. Crie zonas divididas para cada tipo de lixo, identificando o tipo de recolha de cada área. Se a sua empresa trabalhar com materiais tóxicos, tenha especial atenção à forma como estes são eliminados quando deixam de ter utilidade.